Meu blog mudou!

Voce vai ser redirecionado em 5 segundos. Se nao for, visite
http://www.pimentarosa.net
e adicione aos seus favoritos.

sábado, 21 de março de 2009

Sobre o 187

Bom, demorei porque ontem passei 4 horas num ônibus e também porque eu queria testar o pincel de TODAS as formas possíveis!

Lavei ele na quinta mesmo, sexta de manhã estava sequinho já. Não perdeu a forma (mas eu lavei segundo as instruções que vem no encarte: tem que arrumar as cerdas pra que elas não fiquem doidas. Eu juntei todas levemente, e depois fui abrindo à medida em que foram secando), mas o cheiro forte ainda estava lá.
Na lavagem não soltou nenhuma cerda sequer, mas quando eu fui passar a base.. a história foi diferente!

Umas 6 cerdas pretas ficaram presas no meu rosto. Não preciso dizer que eu não gostei, né. Parecia que tinha passado a base com o rabo do meu gato.

Fiquei meio decepcionada nesse sentido, porque nunca tive problemas com meu pincel de base da Basicare.

Quanto à cobertura que deu, realmente é bem mais leve e natural. Não pesa, sabe? Acho bom que seja assim pro dia a dia. A minha base já é mais leve mesmo, tem efeito nude.
Acho que quem quer uma cobertura mais eficiente precisa continuar com o bom e velho pincel de base mesmo. Ou passar mais algumas camadas do produto com o 187.

Daí à noite, como o pincel estava seco e tals, passei também blush e bronzer. AMEI passar bronzer com ele! Não tenho aqueles angle brushes, que usam pra fazer o contorno do rosto e tals. Eu geralmente uso o kabuki pra dar uma pincelada por cima e pra passar embaixo do queixo, mas o de blush não é tãão bom pra fazer contornos (ao menos o meu).
Já o 187 é ótimo, eu adorei! Precisa segurar ele bem rente às cerdas, senão espalha muito do produto e faz bagunça, mas eu achei ótimo!

Pra blush também é muito bom, mas nada que o meu de blush da Natura não faça, sabe? É bom pra esfumá-lo, deixar com ar de natural. Pra marcar, acho melhor o pincel próprio pra isso.

E aí, hoje de manhã, testei com pó e iluminador.
Novamente, as mesmas palavras são necessárias pra descrever: naturalidade, leveza.
Aplicar o pó com ele deixou meu rosto matte, sem brilho, e com a pele aveludada, mas sem aquele acúmulo de produto nas àreas mais secas, tipo cantos e ponta do nariz (eu sempre tenho que tomar cuidado pra não parecer que enfiei o nariz num saco de aspirador de pó, fica muito evidente).

O iluminador acho que foi o que eu menos gostei.. É que eu tenho trauma de aplicar iluminador com pincel, sabe? Prefiro aqueles pufezinhos, tipo os de pó compacto. Acho que pega mais do produto.
Não é que não tenha ficado bom, é que achei que deixou o efeito muito sutil, meio fraquinho..

Bom, no geral:
A-D-O-R-E-I o pincel. Super macio, e é uma mão na roda. Vai viajar? Leve ele. E só.
Bom, ele e um pincel de base.
Aliás, quanto à base, fiquei meio decepcionada que ele tenha soltado pêlos na minha cara, mas também foi o único produto em cuja aplicação isso aconteceu. Durante todos os outros, zero pêlos.
Mas eu sou teimosa e ainda vou dar mais uma chance pra ele na hora de aplicar a base, quem sabe foi só coisa de primeira vez? Ele tava nervoso. Era inexperiente. Agora tá mais "vivido". Quem sabe. Porque realmente vale a pena dar uma segunda chance: minha pele ficou com acabamento super natural!
Adorei também pra passar pó, mas é a mesma coisa da base.. pra atingir a mesma cobertura que você tem com o aplicador próprio, tem que passar o produto mais vezes com o 187.
Com o bronzer foi uma experiência divina, e com blush e iluminador também foi aprovado, se bem que prefiro pra esfumá-los do que pra aplicar.

All and all é um pincel ótimo. Valeu cada centavo! Não me arrependo, gals!

PS: Glad to tell que hoje o cheiro tá bem mais ameno. Se continuar nesse ritmo, segunda-feira ele tá inodoro.

Um comentário:

Crika disse...

Que beleza!! Eu tava esperando as suas explicações, rsrs. Vou pedi-lo tb!
bjinhosss