Meu blog mudou!

Voce vai ser redirecionado em 5 segundos. Se nao for, visite
http://www.pimentarosa.net
e adicione aos seus favoritos.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Mudando de Assunto... Ônibus não são coisas de deus!

Sabem, é engraçado. Eu nunca curti muito o processo de viajar. Sempre acabei tendo enjôos horríveis que me deixaram ligeiramente traumatizada.

Mas eu sempre amei VIAJAR. Estar em outro lugar, só pra não estar aqui mesmo, sabem?

Claro que, como boa creuza que sou, o lugar mais distante e exótico pra onde já fui foi Fortaleza, na viagem de formatura da oitava série. Mas ainda sim, existe uma paz em saber que eu estou chegando em algum outro lugar e que, depois, vou voltar pra casa.

Bom, tudo isso é muito lindo, muito poético, mas a verdade é que minhas viagens, além de me darem enjôo, nunca foram muito glamurosas.

Digo logo o porquê: ônibus. Sintam como essa palavra é maldita: ônibus.
Tem toda uma pronúncia diabólica e amaldiçoada.

Eu ODEIO viajar de ônibus. Com todas as minhas forças.

Acho que, provavelmente, é porque eu já esgotei a minha cota de ver rodoviárias nessa vida.
Ainda mais agora, que faço faculdade em SP. Toda vez que vou viajar pra ver minha mãe eu me arrasto desanimada até o Terminal Tietê.
Não porque eu não queira ir pra casa, mas porque me dá ojeriza pensar que vou ficar encarcerada naquela lesma de 43 lugares por muito mais tempo do que o necessário pra fazer o conhecido percurso de 230km.

Não entendem meu ódio por viagens de ônibus? Que tal eu ilustrar?

Uma vez, quando era criança ainda, eu estava viajando com a minha mãe pra São Paulo.
Enquanto me entretia com um saco enorme de gibis que eu tinha levado pra me distrair, ela resolveu descer na rodoviária de Campinas pra comprar um pão de queijo pra acabar com meu (eterno) enjôo.
Acontece que a gente nunca sabia quando o motorista estava avisando que teríamos uma parada de uns 10 minutos ou quando dizia que era só desembarque. Acho que dependia do humor deles, não é possível.
E aquele dia, quando ele grunhiu alguma coisa incompreensível e completamente ambígua, minha mãe desceu. E eu fiquei.
Mesmo absurdamente entretida nas Aventuras da Turma da Mônica, consegui perceber que alguma coisa estava errada quando, dali a alguns minutos, o ônibus começou a andar, entrou numa das avenidas principais... deixando minha mãe pra trás!
Resultado? Eu, aos 9 anos, correndo de meias (que criança consegue viajar de tênis? Me digam) de mãos dadas com o motorista de volta pra rodoviária ao encontro de uma mamis MUITO desesperada e MUITO puta da vida com o irresponsável do motorista! Segurando um pão de queijo, lógico.

Aliás, se eu odeio ônibus hoje em dia, quando eu era criança eu realmente tinha motivos de so-bra.
Hoje não se pode fumar durante às viagens, né? Ainda bem! Porque, antigamente, tinha gente que fumava, simplesmente, cigarros de palha!
Já sentiram o cheiro de cigarro de palha? Seu doce aroma? Nem queiram. Ainda mais durante uma viagem de três horas, sem ter pra onde fugir!

E não pensem que isso acontecia em companhias de ônibus de beira de estrada não, viu. Oi? Viação Cometa? Tidisprezu!

Isso, sem contar, com a vez em que tinha um cara bêbado filosofando alto à cada ida ao banheiro. À galera folgada que simplesmente é incapaz de entender que o número da poltrona escrito na passagem não é uma sugestão. À todas as vezes que uma criança chata sentou atrás de mim e ficou chutando meu assento. À todas as pessoas que demoram horrores pra atender o celular que toca a viagem inteira, com um ringtone inútil, e depois que atendem, falam gritando por uns dez minutos.

Não que toda viagem de ônibus seja ruim, mas eu já tô tão calejada que sempre espero pelo pior.

Por isso, já vou logo com meu kit viagem:

- Celular e fones de ouvido: ou ouço música de verdade, ou ponho os fones com ela desligada. Descobri que isso é ótimo pra desencorajar conversas inúteis e eternas com aquela figura animada que sentou do seu lado.

- Blusa de frio que dá pra guardar na bolsa: sempre, sempre, SEMPRE levo um casaquinho. Pode estar no mais alto verão ou no inverno de bater os dentes. Não adianta. O motorista sempre tenta (e muitas vezes, quase consegue) me congelar com aquele ar-condicionado estourando!

- Dramin: confesso que eu só comecei a tomar pra me ajudar um pouco com o enjôo, mas me apaixonei quando descobri o seu maravilhoso efeito colateral, o sono!
Além de não enjoar, ainda durmo gostoso boa parte da viagem. Ô, maravilha.
Minha mãe me disse muito bem pra tomar apenas metade, mas num dia em que eu realmente estava enjoada, acabei tomando um inteiro e... meldels. Jemte, babei gostoso por quase toda a viagem, mal consegui abrir os olhos e articular a boca pra perguntar pra menina do meu lado "Óóóndi é quiii aaa géééntchy táá?" e, só por pura sorte é que não fui parar em Minas.
Desci cambaleando do ônibus, capotei no sofá por mais umas duas horas e levei uma bronca sem tamanho da minha mãe depois.

Pois é.. Agora me digam, tô exagerando ou meu ódio é justificado?

PS: Me lembrem de contar da vez que a Viação Cometa cobrou R$70,00 por.. nada! E nunca devolveu!

24 comentários:

Carol Branco disse...

FIQUEI CURIOSA COM ESSA HISTÓRIA DO 70,00 RENÊS... BOM, SUAS HISTÓRIAS TODAS SÃO ÓTIMAS... MUITO ENGRAÇADAS, ATÉ PARECE QUE A LEI DE MURPHY TE PERSEGUE... HEHEHE... AH E EU FIZ UM POST HOJE RELACIONADO COM UM PERSONAGEM DA TURMA DA MÔNICA... TE CONVIDO A IR LÉ VER...BJO.

Débora Buarque disse...

kkkkkkkkk, minha amiga...eu tô com thigo e não abro...kkk
Cigarro e gente chata do lado, afffff
e aqui no Nordeste então, pense...épocas dos pobres se achar...carnaval, São João eitha povinho pra gostar de mundiçar nos onibus de viagem...eu tô fora...nem ônibus nem avião q ta tudo caindo..kkk

Ma Nascimento disse...

hahhahaahahaha eu tbm o-d-e-i-o ônibus, sempre passava mal quando era pequena!

e ainda passo as vezes...

beijOkas

Juliana disse...

Eu vivo de ônibus, meu namorado mora no Rio e eu em SP, vivo andando de onibus, já que não é sempre que Varig, Tam, Gol e Web Jet colaboram.

Já fui praticamente estuprada no onibus, que nojo! Que nojo! Por isso compro sempre com muita antecedencia pra conseguir pegar a poltrona do leito e a que é só 1 lugar! Qdo não consigo rezo pro onibus não encher e eu ir sozinho ou que se sente ao meu lado uma mulher bem magra.

Camila Cruz disse...

Amyga, se liberta e vai de Gontijo!!! Bem melhor!!!!! srsrsrrss

Me fala se nao incomoda aqueles caras que qdo tão dormindo roncam como porcos, e qdo estao acordados não param de falar????

bjussss

Camila Cruz disse...

Amyga, se liberta e vai de Gontijo!!! Bem melhor!!!!! srsrsrrss

Me fala se nao incomoda aqueles caras que qdo tão dormindo roncam como porcos, e qdo estao acordados não param de falar????

bjussss

Mandy disse...

Kra, ônibus sux, uma vez com 3 anos de idade viajei no colo de meu pai e advinha? Fiz xixi nele, e ele teve que ir assim até chegar ao destino, o que demorou, foi 1 viagem Salvador /Brasília!

Bruna Mary disse...

Olha amiga, eu te entendo! Meu namorado mora em Chapecó-SC e eu moro nos confins do PR (não me pergunte porque eu arrumei namoradao tão longe, mas já digo, minha cidade é conhecida com Maringay ou Maringado), enfim, demoro 13 horas pra chegar lá em uma viagem que demora cerca de 6-7 de carro. O ônibus para em qualquer muquifo, qualquer pessoa com o dedão levantado é passageiro. E o pior o onibus que eu pego sempre é uma linha que vem lá de Barreiras-BA e vai pra Santa Maria-RS. Dramin é meu pastor e sono nunca me faltará!

Eveline disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkk adorei!
Eu tb odeio ônibus com todas as minhas forças, e os de qq tipo.
Há quase 8 anos tb faço isso.

Nai Romero disse...

Eu adoro viajar e nunca tive muitos problemas, tirando quando minha irmã vomitava. argh!!!

Só que se tem uma coisa que eu ODEIO é gente folgada, sério! Uma vez fui passar o Ano Novo em SP e como a demanda era grande a empresa colocou mais ônibus correndo, incluisve os péssimos, e eu peguei um sem ar condicionado e nem nada...

Cheguei no Tiête atrasada, quase perco o ônibus e minha amiga ainda teve que ir correndo na frente porque eu estava COM OS DOIS PÉS COM BOLHAS GIGANTESCAS (outro dia conto a merda. rs); chego no ônibus, minha poltrona era na janela, e tem uma tosca sentada do lado que nem me deu passagem e ainda deixou a bagagem dela no chão... sai pisando em cima! af!
Pior, cheguei a pensar que o ônibus era tão ruim que a poltrona era mais estreita, mas não, era a tosca que se jogou todo e ainda tive uma criança no colo que ficava tombando a cabeça em mim (nojo nojo nojo!).

Não tenho paciência com crianças... Acho que elas deveriam pagar passagem também, assim, não ficam no colo e não atrapalham os passageiros que pagaram =/

Ah! Eu também estudo fora e vou te contar... ODEIO voltar para casa só pelo fato de ter que viajar =/
Eu pego um tal de Fergo, ou melhor, o INFERgo. heheh
É terrível, ruim, sem água e sempre quebra.

Pior que ainda chego em Ribeirão Preto e tenho que pegar um circular suburbano lotadão para minha cidade =/

Ai ai...

Bom, estou indo viajar amanhã para Brasília e espero que seja tranquilo. rs

Beijos
=*

Anna Carol disse...

Ah, senti uma pontinha de identificação contigo...!

Sou do interior do Rio, e vim para a capital estudar psicologia tb. E de tempos em tempos eu tenho que ficar naquela rodoviária porcaria novo-rio (que está em reforma desde que vim prá cá, praticamente). O inferno mesmo começa ANTES da viagem... depois, se eu der sorte, viro de ladinho e durmo muito bem até cerca de uma hora antes de chegar. Depois disso é só alegria...heheh

Essa tática do fone de ouvido realmente é excelente. Já tentei fazer com livro também, mas não costuma ser tão eficaz... e já aconteceu também de o ser não se tocar nem assim, e é só eu tirar um fone que começa a encheção... ai meu santo.

Mas prá mim o top top irritação é nego sem noção que mete o joelho no banco como se não houvesse amanhã e ninguém no banco da frente... isso acaba com o meu humor, definitivamente!

ST disse...

Rachei o bico com esse post.
Me vi na sua historia.
Morei 5 anos em Recife, exatamente ha 230 km de minha cidade.
E TODO fim de semana eu vinha pra casa, ou seja, se nao arrumasse uma caroninha, vinha de busao.
Sempre dormia metade da viagem (dormir nunca foi problema pra mim, exceto no excesso).
Mas morria de medo de acordar com uma baratinha em cima de mim, os onibus eram cheios delas e o pior, so um faz a linha de la pra ca...
kkkkkkk
Mas esse tempo passou e agora so viajo de carro...uhuuuuu!!!
beijao e boa sorte

ST disse...

Rachei o bico com esse post.
Me vi na sua historia.
Morei 5 anos em Recife, exatamente ha 230 km de minha cidade.
E TODO fim de semana eu vinha pra casa, ou seja, se nao arrumasse uma caroninha, vinha de busao.
Sempre dormia metade da viagem (dormir nunca foi problema pra mim, exceto no excesso).
Mas morria de medo de acordar com uma baratinha em cima de mim, os onibus eram cheios delas e o pior, so um faz a linha de la pra ca...
kkkkkkk
Mas esse tempo passou e agora so viajo de carro...uhuuuuu!!!
beijao e boa sorte

Tathiane disse...

Fefeh, o trecho:

"À galera folgada que simplesmente é incapaz de entender que o número da poltrona escrito na passagem não é uma sugestão"


Ow! Me senti realizada por esse desabafo! hahahahaha...não sou a única que se revolta com isso HORRORES!

Dea アンドレア disse...

aHHH!! TB ODEIO onibus,kkk aquelas pessoas falando alto e tudo ao mesmo tempo,... e qdo vc senta do lado de alguem fedido,ja aconteceu comigo:( aff

Jessica disse...

Jéssica. Pindamonhangaba-São Paulo. 2 horas de ônibus. Por que será que rolou uma identificação?

Rafael disse...

ahahahahah eu me mato de rir com esses seus posts.. Acho que rola muita identificação, é por isso. Cometa é f***.. Uma vez peguei um de São João até meu sítio (míseros 3 kilometros), e tive de aguentar um homem e sua galinha. Sim, uma galinha dentro do ônibus. Fazer o que? As vezes é a opção! hehehe e Dramim é o que há! hahaha Bjão, Fefeh

Fodali disse...

Gata, isso me lembra uma gaucha amiga minha que tava indo de busao pra alguma cidadezinha esquecida por Deus, e teve altos traumas.

Tipo, do lado dela foi uma crianca (pia', na lingua dos gauchos) e a crianca falava, chorava ou cantava o tempo todo. Simplesmente o malditinho tinha que produzir algum barulho.

Dai, minha amiga resolveu abrir seu pacote de Cheetos. Foi devorado pela crianca dos infernos, que a cada "enfiada de mao", lambia o pozinho dos dedos, e tornava a roubar mais Cheetos.

Pra finalizar a crianca ainda chorou porque queria a porra da tatuagem do salgadinho.

Na boa? Eu matava.

Voce faz bem de tomar meio draminzinho. E se tiver Cheetos, esconda.

Dri Viaro disse...

tb não suporto onibus kkk, ninguem merece

bjsss

Lana disse...

Que pena... eu adoro viajar de ônibus! Sim, tem todos esses perrengues com passageiros mal educados e empresas que ignoram os direitos dos consumidores. Mas adoro o clima de viagem, a hora que eu chego na rodoviária e a viagem em si, principalmente quando estou sozinha.

Lana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mari )O( disse...

Concordo com vc.!
Por sinal tb ODEIO viajar de ônibus.
Com a diferença sutil de que eu não enjoo no ônibus...apenas tenho paranoias imaginando que o motorista seja um incompetente e bata o ônibus ou coisas piores. Geralmente não durmo em viajem, mas em compensação vou parecendo um zumbi.

hehe

beijinhos

Fefeh B. disse...

Bom saber que mais gente sente a minha dor!! Hahahah
Tô rindo mt com as histórias de vcs!

Cá, o duro é saber se Gontijo chega aqui na roça! Hahah


Rafa, galinha eu nunca vi, ainda bem hahahaha! O cigarro de palha acho que era a coisa mais roceira com a qual já viajei.. :P

Fodali, eu já não sou a pessoa mais paciente do mundo com crianças. No ônibus então.. eu atraio a pentelhada! Parece que quanto mais chata a criança, maior as chances dela sentar atrás de mim!!
E cheetos deviam ser BANIDOS nas viagens!!

Lana, amighan, me ensina a gostar então, te suplico..! rs

AAAHH e odeeeeio mortalmente ônibus que param em qualquer lugar! O Cometa melhorou um pouco, mas ainda sim é só uma árvore balançar as folhas praticamente pra essa desgraça parar!!

bjosss galera!!

geovanna disse...

não conhecia seu blog, mas depois dessa história vou ter que favoritar.

eu sempre, sempre, sempre tomo 3 dramins pra viajar pro interior.. são 8 horas de viagem muito bem dormidas. ahahhaha